Wednesday, May 22, 2013

My Portugal: Tigeladas // O meu Portugal: Tigeladas


The TIGELADA is an egg-based sweet, originally prepared in convents in and around Abrantes (a city in Ribatejo, in central Portugal). It was sold in most (if not all) cafés and cake shops in the area when I was a child, so I grew up thinking everyone in Portugal knew what "tigeladas" are. Such an innocent child, I know... But as I moved from city to city up north, I realized how wrong I was. Some knew what they were, but didn't have them; many didn't even know what I was referring to (a "tigela" is a kind of a bowl, so most couldn't even understand I was referring to something sweet and you can guess the funny comments when I asked for one in a café).

Having them takes me back to those times when I thought everyone knew "my world", so here's a recipe for TIGELADAS I'd like to share with you. The quantities might be a bit different, because I don't usually cook them for an army (my recipe serves 12, which is enough for a football team and the coach). Recently I've seen many recipes online using cinnamon, too, but I admit I never use it, mostly because the first time I learnt how to make them was from a book which gathered traditional recipes from the region, and they didn't mention any cinnamon. Throughout the years I took some of this, added some of that, but the cinnamon is still kept on the bench as far as I'm concerned.

First, you'll need terracotta clay pots if you want to follow tradition and get the best results. Take them to the oven for half an hour so they will be hot when you pour the mixture into them.

In a bowl beat 5 eggs with 180g of sugar. What you need to do then is add 60g of flour and the zest of 1 lemon. Slowly add 400ml of milk, while beating. 



With the help of a ladle, pour the mixture into the pots and let them cook for about 30 minutes in a hot oven (at about 160ºC). 

I decorated mine with hibiscus flower confit, but they are usually served plain.



Enjoy!

...

TIGELADA é um doce à base de ovos, originalmente preparado nos conventos em e à volta de Abrantes (uma cidade no Ribatejo, no centro de Portugal). Era vendida na maioria (se não em todos)  dos cafés e pastelarias na área quando era criança, por isso cresci a achar que em Portugal todos sabiam o que são "tigeladas". Criança tão inocente, eu sei... Mas à medida que me mudei de cidade para cidade no norte, fui-me apercebendo como estava errada. Alguns sabiam o que eram; muitos nem faziam ideia a que é que me estava a referir (como "tigela" é uma espécie de taça, a maioria nem percebia que me estava a referir a um doce, por isso podem imaginar os comentários engraçados quando pedia uma num café).

Comê-las leva-me sempre a esses tempos quando pensava que todos conheciam "o meu mundo", por isso aqui fica uma receita de TIGELADAS que gostava de partilhar convosco. As quantidades podem ser um pouco diferentes, porque normalmente não cozinho para um batalhão (a minha receita dá para 12, o que é suficiente para uma equipa de futebol mais o treinador). Nos últimos tempos tenho visto muitas receitas online que também usam canela, mas admito que nunca a uso, maioritariamente porque a primeira vez que aprendi a fazê-las foi a partir de um livro que reunia receitas tradicionais da região e não mencionavam canela. Ao longo dos anos tirei um bocadinho disto, acrescentei um bocadinho daquilo, mas para mim a canela continua no banco.

Primeiro, vão precisar de taças de barro vidradas se quiserem seguir a tradição e ter melhores resultados. Levem-nas ao forno durante meia hora para que estejam quentes quando verterem a mistura para dentro delas.

Numa tigela batam 5 ovos com 180g de açúcar. Depois têm de acrescentar 60g de farinha e raspa de 1 limão. Lentamente vão juntando 400ml de leite, enquanto batem. 


Com a ajuda de uma concha, vertam a mistura para as taças e deixem-nas cozinhar durante cerca de 30 minutes em forno quente (cerca de 160ºC). 

Decorei a minha com flor de hibisco confitada, mas são normalmente servidas simples.



Bom apetite!

38 comments:

  1. Fantásticas estas tigeladas, uma descrição divinal.
    Adorei.

    beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada, Sandra! Beijinhos e boa semana!

      Delete
  2. Adoro mas nunca fiz! Vou experimentar! Óptimo aspecto!

    ReplyDelete
  3. Eu adoro tigeladas :)
    E ficava sempre super contente quando havia na padaria ou pastelaria, comia logo!
    Um beijinho.

    ReplyDelete

  4. Amiga Alex.
    Não conhecia esta sobremesa. Simplesmente adorei. Será feita em breve.
    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gina: Normalmente estes "doces / bolos à base de ovos" são mais vendidos em pastelarias que feitos em casa. Mas como expliquei, comecei a fazer de vez em quando também porque tenho dificuldade em encontrá-las no norte. Bem docinhas! Beijinhos!

      Delete
  5. Olá Alex, adoro tijeladas e as tuas estão maravilhosas. E acho que com a tua receita, me vou atrever a experimentar... Pensava que era muito mais complicado.
    Ah, e a última foto está um ESPANTO!!Linda!
    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh, obrigada! As receitas que tenho visto não variam muito - mais nas quantidades (mas para mim não vale a pena fazer tanto - em muitos sítios leio entre 6 a 12 ovos, credo) e em alguns ingredientes: abdico mesmo da canela.

      Beijinhos!

      Delete
  6. I actually have some of those little dishes, although probably too small - mine are about 3 inches across and an inch deep. They're so handy I'm thinking of getting some larger ones. I got mine from a Spanish tableware store, and they just called them by the generic term, cazuela. Anyway, really nice recipe - looks great. Thanks so much.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh but those I made these in aren't really that larger either (probably more 1 or 2 inches).

      In fact you can tell by the thickness of these tigeladas - although they have a nice shape, they aren't as thick as the traditional ones. But when I have one at a café, I tend to become full when I'm half-way through anyway, so at home I avoid making them as thick and use these pots.

      Delete
  7. I'm sure there are delicious memories in every bite! Your custards look wonderful!

    ReplyDelete
  8. Bom dia Alex,
    Ótima aula sobre as tigelada, amei conhecer um pouco mais da culinária tradicional, pela aparência e ingredientes devem ser deliciosas.
    Beijo,
    Vânia

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu adoro. Este caso é um de entre muitos: é incrível como um país tão pequenino consegue ser na realidade tão "fechado" em relação a certas iguarias tradicionais. É claro que há muita gente que conhece as tigeladas, mas é surreal mesmo a quantidade de pessoas que não fazem a mínima ideia do que sejam. O que perdem... ;)

      Delete
  9. Adoro tigelada! E com que bom aspecto ficaram estas!
    Bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada! :) Beijinhos e bom restinho de semana!

      Delete
  10. Gosto tanto e ficaram mesmo torradinhas e perfeitas!!! Adorei, parabéns :)
    beijoca

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada, Xana! Bom fim de semana! :)

      Delete
  11. Mmm this looks great and gorgeous photos!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Thank you, Ashley! Have a great weekend!

      Delete
  12. Beautiful, first time I have ever seen it :D

    Cheers
    Choc Chip Uru

    ReplyDelete
    Replies
    1. Thank you! :) If you ever come to Portugal, you must try them :)

      Delete
  13. What a delightful dessert! This is a new one for me! Thanks for sharing!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Thank you :) Hope you enjoy them when you make them ;)

      Delete
  14. This is a superb dessert and looks very tempting!
    Thank you Alex for the interesting background information, it's great to hear about history and culinary delights from beautiful Portugal :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Thank you so much for your words, Daniela. :)

      Delete
  15. Its looks like a thin version of a bread flan, I know this would taste really good

    ReplyDelete
    Replies
    1. Thank you! :) Have a wonderful week!

      Delete
  16. Sei o que é mas nunca provei. :(
    Tenho mesmo que experimentar, adoro o aspecto das tigeladas. :)

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. São mesmo boas. :) Ultimamente então como tenho ido pouco ao Ribatejo mais vontade tenho de devorar umas 2 ou 3. :)

      Delete
  17. Olá Alex, tigeladas para mim também não levam canela, e as tuas para mim são mesmo como eu gosto. Não peço para provar pois a dieta está a tentar ser cumprida e hoje já pequei que chegue.

    beijinhos e boa semana

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eheheh O juízo e o equilíbrio são mesmo a nossa melhor dieta. ;) Beijinhos!

      Delete
  18. Adoro tigeladas e em Abrantes é que são boas.
    Também em Tomar são muito boas :)
    Ficaram uma riqueza em termos de aspeto.

    ReplyDelete
    Replies
    1. São sim senhora, Vera. (E fiquei agora também a pensar em fatias de Tomar: outra delícia)

      Delete
  19. Estão fantásticas ! :)
    Os meus sogros são da terra das tigeladas, sempre que lá vou não falha ! :)

    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boa zona, excelente zona. :D Beijinhos!

      Delete